Berço de 55 anos vai ser usado pela quarta geração de família de MS

13 de janeiro de 2015 - 19:15 | Última Hora

Maracaju em Foco - Notícias - Berço de 55 anos vai ser usado pela quarta geração de família de MS

Móvel de meio século guarda histórias de Luzia, Sueli e dos filhos dela.
Bisavó e avó lembram de momentos com o berço.

Sabe aquele dito popular relacionado à condição financeira, 'fulano nasceu em berço de ouro"? No caso da Fernanda, que só deve chegar no finzinho de março, podemos usar o mesmo termo, mas o valor é outro: a "preservação da história da família", afirma a jornalista Laura de Souza Mendonça, de 32 anos.

Grávida de sete meses, Laura decidiu utilizar o berço em madeira comprado pela avó em 1960. Não foi imposição da família nem falta de condições de adquirir outro, mas sim, o desejo de resgatar e manter na memória momentos que a mãe e avó se emocionam ao contar.

Na época, a família morava em Sidrolândia, distante 64 quilômetros de Campo Grande. Há 55 anos, o transporte era mais difícil e ir para a capital não era rotina. A dona Luzia Ribeiro de Souza, hoje com 75 anos, aproveitou uma das viagens e comprou para a filha, Sueli, o berço.

O móvel em madeira imbuia foi adquirido por 200 contos, lembra Luzia, em uma loja, que na época, ficava no centro comercial de Campo Grande. Depois foi levado para Sidrolândia e de lá, para Maracaju, município onde a família fixou residência. O transporte foi complicado, mas, no fim, tudo deu tão certo que a pequena Fernanda vai nascer 'em berço de ouro'.

O berço foi usado por Sueli, pela tia dela, pelos três filhos, entre eles Laura, por um neto dela e agora será a vez da mais nova integrante da família. "Estava lá na fazenda. Sempre lembrava dele", fala a jornalista.

 

Neste pouco mais de meio século, a única reforma no berço foi a que Laura fez. "Apenas laqueei para ficar mais moderno. Não mexi em mais nada nele". Até então, só havia sido utilizado na cor original. O móvel tinha pequenos danos.

De acordo com Laura, quando a dona Luzia soube que o berço que ela havia comprado há tanto tempo seria utilizado novamente, a emoção tomou conta da idosa.

Ao se lembrar de momentos envolvendo o berço, ela novamente chora. "Minha mãe está chorando aqui", fala Sueli, ao repassar ao G1 a história contada pela mãe sobre a irmã dela, já falecida. "Antes de dormir ela ajoelhava e rezava no berço".

Sueli tem 53 anos, é professora e conta 'como se fosse ontem' da noite de Natal em que subiu no berço para esperar o papai noel. "Eu tinha 7 anos e era Natal. Minha mãe disse que o papai noel iria trazer os presentes. Eu fingi que dormi e, pelo vão do berço, vi a irmã da minha mãe trazendo a caixa de brinquedos. Era uma caixinha de xícaras. Tenho essa imagem na cabeça".

A professora lembra também que o filho mais novo pulou do berço e caiu na cama dela, que ficava ao lado. "Pulou de danado que ele era", brinca. Agora, é a vez da Fernanda escrever novos capítulos da história da família com o berço.

Fonte: G1

Foto: Arquivo Pessoal / Laura Mendonça


Array ( [Novidade] => Array ( [id] => 38 [user_id] => 23 [titulo] => Berço de 55 anos vai ser usado pela quarta geração de família de MS [texto] =>

Móvel de meio século guarda histórias de Luzia, Sueli e dos filhos dela.
Bisavó e avó lembram de momentos com o berço.

Sabe aquele dito popular relacionado à condição financeira, 'fulano nasceu em berço de ouro"? No caso da Fernanda, que só deve chegar no finzinho de março, podemos usar o mesmo termo, mas o valor é outro: a "preservação da história da família", afirma a jornalista Laura de Souza Mendonça, de 32 anos.

Grávida de sete meses, Laura decidiu utilizar o berço em madeira comprado pela avó em 1960. Não foi imposição da família nem falta de condições de adquirir outro, mas sim, o desejo de resgatar e manter na memória momentos que a mãe e avó se emocionam ao contar.

Na época, a família morava em Sidrolândia, distante 64 quilômetros de Campo Grande. Há 55 anos, o transporte era mais difícil e ir para a capital não era rotina. A dona Luzia Ribeiro de Souza, hoje com 75 anos, aproveitou uma das viagens e comprou para a filha, Sueli, o berço.

O móvel em madeira imbuia foi adquirido por 200 contos, lembra Luzia, em uma loja, que na época, ficava no centro comercial de Campo Grande. Depois foi levado para Sidrolândia e de lá, para Maracaju, município onde a família fixou residência. O transporte foi complicado, mas, no fim, tudo deu tão certo que a pequena Fernanda vai nascer 'em berço de ouro'.

O berço foi usado por Sueli, pela tia dela, pelos três filhos, entre eles Laura, por um neto dela e agora será a vez da mais nova integrante da família. "Estava lá na fazenda. Sempre lembrava dele", fala a jornalista.

 

Neste pouco mais de meio século, a única reforma no berço foi a que Laura fez. "Apenas laqueei para ficar mais moderno. Não mexi em mais nada nele". Até então, só havia sido utilizado na cor original. O móvel tinha pequenos danos.

De acordo com Laura, quando a dona Luzia soube que o berço que ela havia comprado há tanto tempo seria utilizado novamente, a emoção tomou conta da idosa.

Ao se lembrar de momentos envolvendo o berço, ela novamente chora. "Minha mãe está chorando aqui", fala Sueli, ao repassar ao G1 a história contada pela mãe sobre a irmã dela, já falecida. "Antes de dormir ela ajoelhava e rezava no berço".

Sueli tem 53 anos, é professora e conta 'como se fosse ontem' da noite de Natal em que subiu no berço para esperar o papai noel. "Eu tinha 7 anos e era Natal. Minha mãe disse que o papai noel iria trazer os presentes. Eu fingi que dormi e, pelo vão do berço, vi a irmã da minha mãe trazendo a caixa de brinquedos. Era uma caixinha de xícaras. Tenho essa imagem na cabeça".

A professora lembra também que o filho mais novo pulou do berço e caiu na cama dela, que ficava ao lado. "Pulou de danado que ele era", brinca. Agora, é a vez da Fernanda escrever novos capítulos da história da família com o berço.

Fonte: G1

Foto: Arquivo Pessoal / Laura Mendonça

[imagem] => Maracaju-em-foco53e6961283c5a4aa747ff3ac745b31aa.jpg [url] => berco-de-55-anos-vai-ser-usado-pela-quarta-geracao-de-familia-de-ms [visualizacoes] => 349 [created] => 13 de janeiro de 2015 - 19:15 [destaque] => [scroll] => [categoria_id] => 12 ) [User] => Array ( [id] => 23 [fullname] => Ben Hur Salomão Teixeira [active] => 1 [role] => adm ) [Categoria] => Array ( [id] => 12 [nome] => Última Hora [url] => ultima-hora [prioridade] => 1 ) [Noticiagaleria] => Array ( ) [Video] => Array ( ) ) 1
Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio