Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio
Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio

Com voz marcante e doce de ouvir, herança preciosa de seu pai, Vanesca Barbosa conta sua história de vida e atualmente se destaca como a rainha das manhãs sendo a companhia preferida dos maracajuenses no rádio.

01 de August de 2018 - 07:24 | Entrevista em Foco

Maracaju em Foco - Notícias - Com voz marcante e doce de ouvir, herança preciosa de seu pai, Vanesca Barbosa conta sua história de vida e atualmente se destaca como a rainha das manhãs sendo a companhia preferida dos maracajuenses no rádio.

EXCLUSIVO

Redação

Quem ouve a voz doce e marcante das manhãs da Rádio Marabá FM em Maracaju, nem imagina o grande sonho realizado e a história fantástica de superação, metas e busca constante por melhorias da Locutora Vanesca de Souza Barbosa, ou simplesmente a “Barbosa” a rainha das manhãs do rádio maracajuense.

Neste “Entrevista em Foco” você vai conhecer e se emocionar um pouco mais sobre a história da locutora que se tornou a campeã de audiência das manhãs e tem se destacado cada dia mais no meio radiofônico do município, o leitor do “Maracaju em Foco” conhecerá também a história por trás do nome “Barbosa”, uma história de muita emoção, sonho e respeito a história de vida de Vanesca Barbosa.

Quem observa o sorriso cativante, meigo e até curioso de Vanesca Barbosa nem imagina que por trás de toda a segurança da voz cativa do rádio, há uma menina de 24 anos, nascida e criada na cidade de Maracaju, filha de Elza Fátima de Souza que se mudou aos 17 anos para a cidade que, marcaria a história de vida de toda sua família e, ainda de seu pai, Antônio Francisco Barbosa, falecido há dez anos, este último que você conhecerá mais detalhadamente no decorrer deste bate papo, tratando-se de uma de suas principais inspirações de carreira.


Antônio Francisco Barbosa, conhecido como “Barbosa da Rádio”, voz marcante foi herança de seu pai - Foto: Arquivo Pessoal


Antônio Francisco Barbosa, conhecido como “Barbosa da Rádio”, atuando em Clube em Ponta Porã/MS - Foto: Arquivo Pessoal

Vanesca Barbosa vem de família grande, caçula da família tem mais duas irmãs, Valéria e Walquíria e ainda outras três somente por parte do pai, sendo que seu pai foi decisivo para a escolha de sua futura profissão, Antônio Francisco Barbosa, conhecido como “Barbosa da Rádio” escolheu a cidade de Maracaju para viver e constituir família, oriundo do estado de São Paulo e com passagem na fronteira do estado com o Paraguai, atuando em Ponta Porã. Antônio começou com o rádio, posteriormente atuou com publicidade em carro de som, mas mesmo assim não se afastou do principal veículo de comunicação, onde as histórias da cidade são contadas ao vivo, o rádio, tendo passagens pela Rádio Cidade Maracaju e também na Rádio Marabá FM, coincidentemente o veículo de comunicação que Vanesca Barbosa atua atualmente.


Walquiria, Valéria segurando a ainda bebê Vanesca Barbosa, irmãs filhas de Elza e Antônio "Barbosa da Rádio" - Foto: Arquivo Pessoal

Maracaju em Foco: Vanesca conte para nossos leitores como foram os seus primeiros contatos com o microfone e quando começou a observar que poderia também atuar no rádio como seu pai o “Barbosa da Rádio”.

Vanesca Barbosa: Quando meu pai começou a trabalhar na Rádio Marabá, porque na época que ele trabalhou na Rádio Cidade eu ainda era muito pequena e ele saiu da emissora depois que se acidentou, quando começou a trabalhar na Marabá, lembro-me que na época eu ia e ajudava a atender telefone, era a minha função até então, atendia, anotava recado e tudo mais (risos), teve alguns momentos em que ele me colocava para falar alguma coisa, sempre acompanhava ele fazendo as gravações e sempre gostei do microfone, foi sempre uma coisa que me encantou. Com 10 anos eu falei que ia ser locutora, que queria isso para a minha vida, me identifiquei com a profissão e tudo mais, mas na época eu ainda era muito nova, tudo poderia mudar com o passar do tempo, e teve um período da vida do meu pai em que ele começou a ficar debilitado por conta da deficiência e eu comecei a fazer algumas gravações para ele, nisso acho que eu já deveria ter uns 15 ou 16 anos, eu já era um pouco mais velha.

Sempre gostei de ouvir rádio o tempo todo, acordava ouvindo rádio e continuo assim até os dias atuais (risos), mantenho o hábito de acordar de manhã, ligar o rádio e começar a fazer as coisas. E depois que meu pai faleceu, um professor da Escola Manoel Ferreira de Lima, que na época tinha um programa de rádio interna e como eu já trabalhava nesse ramo da locução, ele me chamou para fazer a rádio interna, 10 minutos na hora do recreio, e assim, meu Deus do céu (risos), eu poderia trabalhar com o microfone, então eu fui para lá, já com meus 17 anos. Como meu pai trabalhava nesse ramo, já tinha conhecimento com todos os locutores e como os alunos gostavam muito, resolvi chamar o Emerson Cabral para fazer uma entrevista na rádio da escola, e ele foi e deu um alô para a galera, foi um momento muito legal, na ocasião ele falou que estaria abrindo uma Rádio FM Comunitária e que era para investir e apresentar o meu trabalho.


Com piloto aprovado pela direção da Rádio Líder, Vanesca Barbosa iniciou sua trilha profissional - Foto: Arquivo Pessoal

Ainda meio desconfiada, mas confiante ao mesmo tempo, fiz um piloto e mandei para o proprietário da rádio, e o piloto acabou aprovado e assim que inaugurou a Rádio Líder FM comecei a trabalhar lá, onde permaneci por 3 anos e acabei saindo com o nascimento da minha filha, período que fiquei um tempo afastada para poder cuidar e zelar, posteriormente comecei a fazer umas participações na Rádio Marabá, quando as vezes faltava um locutor ou algo assim. Neste tempo também iniciei minha faculdade de Estética e já atendia como esteticista, mas lembro que sempre sentia que faltava alguma coisa, não me sentia completa, embora eu também seja muito feliz na minha outra profissão, mas, não me encontrava realmente completa, e sempre pedindo a Deus paciência pra poder esperar o momento certo, que se fosse para realmente voltar para a rádio que aparecesse uma proposta boa e que tudo conspirasse a favor, mas nesse tempo todo, foi mais ou menos um ano de espera, sem saber se iria ou não voltar.

Vanesca ainda abordou que infelizmente não teve muitas oportunidades e tempo de aprender mais coisas com seu pai, bem como, inicialmente não teve a aposta do mesmo que sua carreira alcançasse determinado sucesso.

Maracaju em Foco: Ao mesmo tempo que foi percebendo o seu talento para a comunicação, uma verdadeira herança de seu pai, foi também observando que as oportunidades de seu pai foram diminuindo, principalmente devido a saúde já debilitada em decorrência do acidente. Como foi esse momento em que você observou que ele não estaria mais tão participativo na sua vida até o falecimento.

Vanesca Barbosa: Foi bem doloroso, pois meu pai sempre foi um homem de muita garra e que batalhava muito, até conversando com a minha mãe, ela lembrava algumas situações, por exemplo, quando ele se acidentou eu tinha apenas seis meses, minhas irmãs eram todas pequenas ainda e os médicos não deram 30 dias de vida para ele, seu maior medo era de partir e deixar todas nós em uma situação complicada, minha mãe sempre dona de casa e cuidando de nós, sempre prestativa no sentido de ser mãe, fazendo seu papel de mãe, ele como pai trazia o alimento pra mesa. Meu pai estava muito debilitado por conta do acidente, mas, nunca deixou de buscar e lutar.

Minha mãe conta que teve várias situações em que ele sentia muita dor, tomava muitos medicamentos e mesmo com dor, quando aparecia os trabalhos ele pedia um remédio e ia trabalhar, minha mãe falava: “Não, mas por que você está fazendo isso, você precisa se cuidar”, e ele dizia “Não, mas esse dinheiro que entrar vai fazer bem para nós”. Ele sempre foi muito batalhador, pode ter tido seus defeitos, como todo ser humano, mas como pai, como esposo ele sempre foi para mim um grande exemplo.


Vanesca Barbosa em bate papo com a equipe do "Maracaju em Foco" - Foto: Gessica Souza

A mesma ainda relatou a ao “Maracaju em Foco” que após o falecimento de seu pai, ainda muito nova, teve que assumir mais responsabilidade, entre elas, cuidar mais de sua mãe, algo que em muitos momentos não competia com sua idade, porém, desafiando as dificuldades comuns no caminho da vida, conseguiu fazer com certeza determinação, respeito e com sucesso.

Vanesca ainda relatou que o apoio de sua família é algo fundamental, que faz com que sua caminhada seja mais leve, tendo mais confiança em si mesma, sendo enfática ao dizer que na vida tem que buscar pessoas que queiram lhe ajudar e apoiar, já que pessoas que querem magoar, ferir e derrubar, infelizmente são as mais predominantes.

Às vezes há pessoas que não te conhecem e que nem sabem de sua história e de seus sonhos, mas, infelizmente vão tentar te derrubar, fazer com que você não acredite que seu projeto possa dar certo. Você tem que procurar ter pessoas boas por perto, boas companhias te movem e te ajudam a acreditar em si próprio, quando isso não ocorre naturalmente, por isso, nossa vida é um constante aprendizado. Tenha certeza que mesmo fazendo todas as coisas iguais, todos os dias, nunca você será igual, sempre será diferente e aprenderá coisas novas.” Salientou Vanesca.

Maracaju em Foco: Com tradição familiar no setor e uma voz marcante, surgiu o convite que, talvez seja o mais importante de sua vida que foi o convite da Rádio Marabá FM, atualmente a mais ouvida da cidade, atuando no horário nobre do rádio que é as manhãs. Como foi a proposta e quando literalmente caiu a ficha que estaria à frente de um programa no horário mais importante do rádio.

Vanesca Barbosa: Vou confessar que não acreditei no primeiro momento, recebi com muita alegria, mas ao mesmo tempo com medo, porque a gente nunca está preparado, porém, temos que estar preparados, porque são muitos desafios e é um horário muito nobre, trata-se de um aprendizado constante, todos os dias que chego lá aprendo algo novo e aprendo mais, gosto de me doar e recebo mais também dos meus ouvintes, então é um feedback muito positivo e faz com que você melhore mais, busque mais, queira se aperfeiçoar, já que o rádio é um constante desenvolvimento, cada dia é uma coisa diferente, é uma música diferente que lança, é um estilo de abordagem diferente, então é um dinamismo diferente também, e é incrível, é muito maravilhoso (risos).

Maracaju em Foco: Naturalmente, estando a frente de um programa de rádio tem que estar atualizado tanto quanto as músicas recém lançadas, bem como as notícias do momento. Como se faz isso?

Vanesca Barbosa: É muito desafiador na verdade, porque você tem que atender o telefone, tem que dar atenção para os ouvintes que mandam whatsapp, você tem que buscar informação, muita coisa. Mas acredito que é o amor, sabe, o amor ele deixa as coisas muito mais sutis, você faz com muito mais prazer, quando você trabalha em algo que você ama, é como se fosse automático, é como você acordar, escovar os dentes, tomar café, é um ciclo, uma coisa que você vive naturalmente, só que você aprende muito com isso, tem que buscar muito também, tem que querer muito, se esforçar muito, não é você chegar e falar apenas, é você buscar e querer mesmo.

Maracaju em Foco: Por você ser mulher, quando observou que iria adentrar em uma área, como o rádio, até há alguns anos atrás com a presença mais masculina. Quando você chegou e falou para seu pai que queria ser locutora e trazendo para os dias atuais “sou locutora”, fazendo um paralelo, com a época de seu pai e os dias atuais, você sentiu algum preconceito?

Vanesca Barbosa: Hoje em dia, no cenário atual nem tanto, mas assim, logo que eu comecei, que eu queria, as dificuldades eram bem maiores, dava para contar nos dedos as mulheres que se classificavam para trabalhar em uma rádio, as barreiras eram bem maiores para as mulheres, ainda são em vários setores, mas principalmente no rádio, porque o que era o rádio antigamente? Era o homem interagindo com uma voz grossa, era na verdade mais voltado para o cenário masculino, e hoje em dia está mudando muito isso, as mulheres estão mostrando que elas também são capazes que o rádio não é só masculino, assim como tantas outras profissões também não são, as mulheres também têm o seu espaço, então hoje em dia já é um pouco mais tranquilo, mas antigamente era bem complicado.

Meu pai nunca quis que eu fosse locutora, ele almejava uma outra profissão porque o locutor é o amor na verdade, ele queria que eu fosse uma professora, uma advogada, qualquer outra profissão que eu tivesse um sucesso muito maior, questão financeira e tudo mais, acho que ele gostaria que eu fosse muito mais estabilizada financeiramente.

Maracaju em Foco: Atualmente podemos dizer que na visão de muitos já está no ápice de sua ainda jovem carreira no rádio, estando a frente de um programa no melhor horário, sendo a mais ouvida das manhãs maracajuenses, diante disso, indagamos se ainda há algo mais na área de comunicação que queira e sonha alcançar?

Vanesca Barbosa: Tenho muitas vontades, como fazer TV, parece que eu vivo no mundo da lua, mas não pretendo parar no rádio, quero alcançar muito mais, quero fazer um jornalismo, de repente eu quero fazer uma televisão, gostaria de aparecer na Globo (fala nesse momento acompanhado de sua tradicional, conhecida e saborosa risada). A gente é movida por sonhos, quando você consegue atingir um sonho, você tem que buscar outro, você tem que querer uma coisa um pouquinho maior, e é isso que move a gente todos os dias, é essa busca por alguma coisa constantemente, ou por uma melhora no seu trabalho, ou para um sonho um pouquinho maior, acho que isso dá aquele friozinho na barriga, aquela vontade de correr atrás, acordar cedo, fazer tudo de novo.


Na Rádio Marabá FM teve a oportunidade de assumir as manhãs e se destacar entrevistando diversas autoridades - Foto: Gessica Souza

Maracaju em Foco: Gostaríamos de falar um pouco sobre o seu contato com os ouvintes, temos informações que ao entrar no ar o whatsapp da emissora, literalmente começa a “bombar” de mensagens e notamos que você se atenta a responder cada mensagem, bem como atender os pedidos musicais.

Vanesca Barbosa: Com relação aos ouvintes, gosto desse carinho, gosto de dar atenção as pessoas, porque eu me imagino lá sozinha no estúdio e ao mesmo tempo imagino uma dona de casa também sozinha na casa dela, preparando um almoço ou com o filho que foi pra escola, o marido que foi trabalhar, ou aquela pessoa que está no escritório, então acho bacana essa proximidade, acredito que na verdade pessoas tem que se aproximarem mais, o mundo já está cheio de coisa ruim, então quanto mais amor você conseguir exalar, transmitir, acho que o mundo fica um pouquinho melhor, e sempre que consigo respondo as mensagens, ou respondo no ar mesmo, faço uma brincadeira com um, com outro, eu gosto de ter sempre as pessoas participando, fazendo parte do meu dia a dia ali.

Maracaju em Foco: Seu nome artístico no rádio é “Barbosa” e não Vanesca, ou simplesmente, Vanesca Barbosa. Qual foi o motivo dessa opção?

Vanesca Barbosa: Como sempre foi um sonho de criança e sempre admirei muito o meu pai, bem como a minha mãe, mulher maravilhosa que lutou até o último momento junto com o meu pai e passou por cima de muita coisa, muita dificuldade, por exemplo, ela me conta que eles comeram arroz com pipoca pra poder ter uma luz, por isso tenho muita admiração pelos dois e a escolha do nome “Barbosa” porque eu nunca quero deixar que o meu pai deixe de fazer parte da minha vida, porque eu acho que se eu estou nessa profissão é porque ele foi o meu espelho lá atrás, então eu quero que ele permaneça vivo ... sempre.


Elza, mãe de Vanesca, acompanhada de Antônio "Barbosa da Rádio" já na cadeira de rodas em decorrência do acidente e Vanesca ainda criança - Foto: Arquivo Pessoal

Maracaju em Foco: Deixando um pouco o rádio de lado, qual seria sua outra grande paixão e o que faz em seus momentos de lazer?

Vanesca Barbosa: Minha filha. Eu sou uma mãe muito caduca, eu sou completamente apaixonada pela Valentina. Ela tem 4 anos. Sou uma mãe muito apaixonada por ela, ela também é muito comunicativa, muito estrelinha, sabe ... (risos), gosto muito de ficar com ela nos momentos e também gosto de ficar um pouco em silêncio, ouço muita música, o tempo inteiro, acordo 6 horas da manhã já vou ler a minha passagem da bíblia e conecto a rádio, ouço várias rádios do mundo inteiro, bem como olho minhas redes sociais que gosto muito também. Mas o meu maior lazer é a minha filha, gosto muito de estar com ela, porque eu recebi muito amor da minha mãe quando pequena, nos momentos que ela podia, ela sempre me dava muito amor, então eu gosto de transmitir tudo que eu tenho, as vezes brigo, as vezes deixo de castigo, mas faz parte, acho que o meu maior lazer é ela.


Vanesca Barbosa e sua filha em registro de carinho e amor, foco no trabalho mas priorizando a família - Foto: Arquivo Pessoal

Maracaju em Foco: Fora a Rádio Marabá, qual rádio costuma ouvir e que serve também de modelo para o seu trabalho em Maracaju.

Vanesca Barbosa: Gosto muito de uma Rádio Clube de Ribeirão Preto, acompanho muito a programação de lá e daqui tem vários locutores, vários amigos que passaram, que trabalhei na época da Rádio Líder, que conheci na Rádio Marabá, na época que o meu pai trabalhava, continuo acompanhando e acho que de todos eles a gente tem que tirar um pouquinho de aprendizado, desses anos de rádio, dessa postura de locutor, dessa postura de repórter, acho que todos têm muito a agregar, consigo pegar muitas informações e melhorar muito com eles.

Maracaju em Foco: Você realizou alguns trabalhos para campanha política na última campanha eleitoral no município que acabou sendo sua primeira experiência com vídeo. Foi algo que trabalhava não apenas a voz, mas também a imagem, como vai fazer este tipo de trabalho?

Vanesca Barbosa: É uma coisa que eu sempre quis, mas assim porque sou muito crítica comigo mesma, muito detalhista, perfeccionista, acho que a gente sofre um pouquinho as vezes por conta disso, como era a minha primeira experiência com campanha, você acaba como se carregasse determinadas coisas, como foi realmente uma política bem agressiva, ficava muito mal, porque as vezes tinha que entrar em um ouvido e sair pelo outro, por conta da maturidade, você não tem aquele filtro de só coletar as coisas que realmente importa e na época sofri bastante, foi bem complicado, mas a proposta em si foi bem desafiadora.

Mas sempre tem o que melhorar, quando eu vejo os trabalhos passados tem um ou outro que eu falo assim: “não, esse aqui está bem legal, mas poderia melhorar aqui, não esse aqui eu acho que poderia fazer de novo”, porque você vai vendo detalhes, postura, jeito de falar, algum “r” que sai, então com a experiência de vida você vai notando muitos detalhes que você gostaria de melhorar.


Vanesca Barbosa levou sua voz marcante para o trabalho profissional na campanha política, trabalho de voz e imagem foi grande desafio - Foto: Divulgação

Maracaju em Foco: Entre tantos bons momentos que passou, qual foi o dia mais feliz de sua vida?

Vanesca Barbosa: Primeiro foi quando a Valentina nasceu, mas antes disso, foi quando eu tirei minha habilitação (risos), porque era uma coisa que queria muito, tinha 18 anos, e falava “Meu Deus do céu, será que eu vou conseguir, será que vai dar certo”, naquela época já era caro, então eu investi em aulas e ia lá, e tinha muita insegurança e medo de reprovar, fiz a prova, muito nervosa, lembro que na época trabalhava na Líder FM e saí no intervalo fui fazer a prova, depois voltei pra lá de novo. Quando terminei o percurso que estacionei o carro, que o instrutor falou que você fez isso, que você deixou de fazer isso, já pensei que tinha reprovado, aí quando ele falou “Mas você passou”, eu dei um grito e um abraço nele, agradeci e já liguei para as pessoas mais próximas, contando e chorando, porque quando você tem um objetivo que você quer muito uma coisa e você consegue, acho que você tem que extravasar, se você tem que chorar, você chora, se tem que gritar, você grita, você tem que curtir cada momento da vida porque passa muito rápido.

Maracaju em Foco: Um momento de dor em sua vida?

Vanesca Barbosa: Um momento de dor foi na perda do meu pai, foi um momento bem dolorido, foram meses de recuperação e na verdade você não recupera por completo, porque as vezes você para e bate aquela saudade, porque eu e meu pai, ele era um homem muito inteligente e todas as dúvidas que eu perguntava, parecia que ele era um dicionário, sabe? Perguntava uma palavra diferente ele sabia falar e quando ele não sabia ele buscava no dicionário, lia o significado e explicava para mim o que significava, então foi um momento muito difícil, muito dolorido.


Lembranças do pai o "Barbosa do Rádio", geram saudade e motivação para continuar a carreira profissional - Foto: Arquivo Pessoal 

Maracaju em Foco: O que seus ouvintes podem esperar da “Barbosa” nos próximos dias, meses e anos de carreira no rádio.

Vanesca Barbosa: Meus ouvintes são os amores da  minha vida, acho que eu estou em um constante aprendizado, todas as coisas que vivo, agora eu estou participando de uns projetos muito legais para beneficiar pessoas que realmente precisam, então eu acho que cada dia você procura ser uma pessoa melhor, você procura uma inspiração diferente, você se inspira naquilo que Deus te fala através de sinais, através de pessoas, através de situações também, então eles podem esperar uma Vanesca melhor, uma pessoa mais atenciosa, eu tenho falhas, inúmeras falhas, mas procuro corrigi-las de uma forma que não vá anunciar para todo mundo aquilo que estou fazendo, mas sei que estou fazendo, então acho que o mais legal de se fazer o bem a uma pessoa é você não anunciar, você fazer simplesmente porque está no seu coração, não querer mostrar o que você faz ou o que você deixou de fazer, acho que o mundo precisa de pessoas que ajudem sem querer nada em troca.

Vanesca Barbosa ainda revelou seus medos, reforçando o medo de perder a mãe e ainda de chegar em um determinado momento da vida sem saúde, não podendo curtir e viver a vida a qual classifica como uma das melhores coisas que o ser humano possui. Bem como, não deixou de agradecer a uma pessoa, que chegou na sua vida há mais de nove anos, acima de tudo uma grande amiga que lhe ensinou a pedir sabedoria, ter calma e conversar mais com Deus.

A palavra sabedoria vem muito da Juliane Barbosa, nos conhecemos também através de rádio, ela veio morar em Maracaju e criamos uma aproximação que existe até a atualidade, ela praticamente sabe tudo de minha vida, bem como eu sei muita coisa da vida dela, ela me ensina muita coisa, principalmente ser uma pessoa melhor, bem como inúmeras pessoas que Deus vem colocando no meu caminho.” Ressaltou Vanesca

A jovem, decidida e forte locutora das manhãs diz se inspirar em obras, observando o que Deus faz, bem como nas boas pessoas que Deus coloca no seu caminho, pessoas que as vezes nem querem ser citadas ou reconhecidas, apenas ajudam e são boas, são esses tipos de pessoas que merecem ser alvo de inspiração.

Não poderia finalizar essa entrevista sem dizer as pessoas que acreditem em seus sonhos, para que elas sejam a positividade que elas gostariam de ter no mundo, se você quer receber um carinho? Dê um carinho! Se você quer ter alguma coisa boa ou ganhar alguma coisa boa? Faça! Faça algo bom para seu próximo, muitas vezes pedimos muitos sem nos indagarmos... o que temos feito? Quando mais próximo você estiver de Deus... melhor! Não me imagino sem Deus, ele é meu grande amigo, me escuta muito e já me livrou de muitas coisas, ter em quem você acreditar é maravilhoso ” salientou Vanesca.


Com sorriso no rosto e voz cativante desde o início de carreira, Vanesca é destaque atual nas manhãs do rádio - Foto: Arquivo pessoal

Por fim, aconselhou que quando há o desejo do mal, entre as pessoas, o mal fica para a pessoa que o originou, por isso a fé e a oração é fundamental para que as pessoas abram o coração, perdoando mais e se indagando sobre o que tem se atraído para sua vida.

Procuro atrair coisas boas, positividade e a palavra tem força. Saibam que tem dias que chego na rádio e claro também tenho meus problemas, brigo, choro, enfim sou de carne e osso como qualquer pessoa, mas procuro sempre pedir a Deus que me dê sabedoria para atrair coisas positivas e transmitir felicidade, por que tenho problemas, mas há pessoas que tem problemas muito maiores que os meus, por isso temos que olhar pelo próximo e  se atentar para os detalhes da vida, já que ela passa tão rápido, fechando um pouco os olhos, ficando em silencio e imaginando as dificuldades que poderíamos estar passando. Peça sabedoria a Deus e para que ele lhe de tudo o que for necessário para a sua felicidade, não tem ninguém que conheça você melhor e mais verdadeiramente que Deus” finalizou.

- O limite para os seus sonhos é o que você tem feito para que ele possa se tornar realidade – Vanesca Barbosa.

- Quem acredita sempre alcança ... – Frase muito conhecida e sempre dita para a então menina Vanesca Barbosa por Antônio Francisco Barbosa seu pai ou simplesmente o “Barbosa do Rádio”.

Veja os bastidores e um pouquinho dessa Entrevista em Foco em vídeo.

Reportagem: Ben Hur Salomão Teixeira – DRT/MS 0001391

Fotos: Gessica Souza - DRT/MS 0001526 e Arquivo Pessoal

Maracaju em Foco

O Site de Notícias que mais cresce em Maracaju!


Array ( [Novidade] => Array ( [id] => 27717 [user_id] => 23 [titulo] => Com voz marcante e doce de ouvir, herança preciosa de seu pai, Vanesca Barbosa conta sua história de vida e atualmente se destaca como a rainha das manhãs sendo a companhia preferida dos maracajuenses no rádio. [texto] =>

EXCLUSIVO

Redação

Quem ouve a voz doce e marcante das manhãs da Rádio Marabá FM em Maracaju, nem imagina o grande sonho realizado e a história fantástica de superação, metas e busca constante por melhorias da Locutora Vanesca de Souza Barbosa, ou simplesmente a “Barbosa” a rainha das manhãs do rádio maracajuense.

Neste “Entrevista em Foco” você vai conhecer e se emocionar um pouco mais sobre a história da locutora que se tornou a campeã de audiência das manhãs e tem se destacado cada dia mais no meio radiofônico do município, o leitor do “Maracaju em Foco” conhecerá também a história por trás do nome “Barbosa”, uma história de muita emoção, sonho e respeito a história de vida de Vanesca Barbosa.

Quem observa o sorriso cativante, meigo e até curioso de Vanesca Barbosa nem imagina que por trás de toda a segurança da voz cativa do rádio, há uma menina de 24 anos, nascida e criada na cidade de Maracaju, filha de Elza Fátima de Souza que se mudou aos 17 anos para a cidade que, marcaria a história de vida de toda sua família e, ainda de seu pai, Antônio Francisco Barbosa, falecido há dez anos, este último que você conhecerá mais detalhadamente no decorrer deste bate papo, tratando-se de uma de suas principais inspirações de carreira.


Antônio Francisco Barbosa, conhecido como “Barbosa da Rádio”, voz marcante foi herança de seu pai - Foto: Arquivo Pessoal


Antônio Francisco Barbosa, conhecido como “Barbosa da Rádio”, atuando em Clube em Ponta Porã/MS - Foto: Arquivo Pessoal

Vanesca Barbosa vem de família grande, caçula da família tem mais duas irmãs, Valéria e Walquíria e ainda outras três somente por parte do pai, sendo que seu pai foi decisivo para a escolha de sua futura profissão, Antônio Francisco Barbosa, conhecido como “Barbosa da Rádio” escolheu a cidade de Maracaju para viver e constituir família, oriundo do estado de São Paulo e com passagem na fronteira do estado com o Paraguai, atuando em Ponta Porã. Antônio começou com o rádio, posteriormente atuou com publicidade em carro de som, mas mesmo assim não se afastou do principal veículo de comunicação, onde as histórias da cidade são contadas ao vivo, o rádio, tendo passagens pela Rádio Cidade Maracaju e também na Rádio Marabá FM, coincidentemente o veículo de comunicação que Vanesca Barbosa atua atualmente.


Walquiria, Valéria segurando a ainda bebê Vanesca Barbosa, irmãs filhas de Elza e Antônio "Barbosa da Rádio" - Foto: Arquivo Pessoal

Maracaju em Foco: Vanesca conte para nossos leitores como foram os seus primeiros contatos com o microfone e quando começou a observar que poderia também atuar no rádio como seu pai o “Barbosa da Rádio”.

Vanesca Barbosa: Quando meu pai começou a trabalhar na Rádio Marabá, porque na época que ele trabalhou na Rádio Cidade eu ainda era muito pequena e ele saiu da emissora depois que se acidentou, quando começou a trabalhar na Marabá, lembro-me que na época eu ia e ajudava a atender telefone, era a minha função até então, atendia, anotava recado e tudo mais (risos), teve alguns momentos em que ele me colocava para falar alguma coisa, sempre acompanhava ele fazendo as gravações e sempre gostei do microfone, foi sempre uma coisa que me encantou. Com 10 anos eu falei que ia ser locutora, que queria isso para a minha vida, me identifiquei com a profissão e tudo mais, mas na época eu ainda era muito nova, tudo poderia mudar com o passar do tempo, e teve um período da vida do meu pai em que ele começou a ficar debilitado por conta da deficiência e eu comecei a fazer algumas gravações para ele, nisso acho que eu já deveria ter uns 15 ou 16 anos, eu já era um pouco mais velha.

Sempre gostei de ouvir rádio o tempo todo, acordava ouvindo rádio e continuo assim até os dias atuais (risos), mantenho o hábito de acordar de manhã, ligar o rádio e começar a fazer as coisas. E depois que meu pai faleceu, um professor da Escola Manoel Ferreira de Lima, que na época tinha um programa de rádio interna e como eu já trabalhava nesse ramo da locução, ele me chamou para fazer a rádio interna, 10 minutos na hora do recreio, e assim, meu Deus do céu (risos), eu poderia trabalhar com o microfone, então eu fui para lá, já com meus 17 anos. Como meu pai trabalhava nesse ramo, já tinha conhecimento com todos os locutores e como os alunos gostavam muito, resolvi chamar o Emerson Cabral para fazer uma entrevista na rádio da escola, e ele foi e deu um alô para a galera, foi um momento muito legal, na ocasião ele falou que estaria abrindo uma Rádio FM Comunitária e que era para investir e apresentar o meu trabalho.


Com piloto aprovado pela direção da Rádio Líder, Vanesca Barbosa iniciou sua trilha profissional - Foto: Arquivo Pessoal

Ainda meio desconfiada, mas confiante ao mesmo tempo, fiz um piloto e mandei para o proprietário da rádio, e o piloto acabou aprovado e assim que inaugurou a Rádio Líder FM comecei a trabalhar lá, onde permaneci por 3 anos e acabei saindo com o nascimento da minha filha, período que fiquei um tempo afastada para poder cuidar e zelar, posteriormente comecei a fazer umas participações na Rádio Marabá, quando as vezes faltava um locutor ou algo assim. Neste tempo também iniciei minha faculdade de Estética e já atendia como esteticista, mas lembro que sempre sentia que faltava alguma coisa, não me sentia completa, embora eu também seja muito feliz na minha outra profissão, mas, não me encontrava realmente completa, e sempre pedindo a Deus paciência pra poder esperar o momento certo, que se fosse para realmente voltar para a rádio que aparecesse uma proposta boa e que tudo conspirasse a favor, mas nesse tempo todo, foi mais ou menos um ano de espera, sem saber se iria ou não voltar.

Vanesca ainda abordou que infelizmente não teve muitas oportunidades e tempo de aprender mais coisas com seu pai, bem como, inicialmente não teve a aposta do mesmo que sua carreira alcançasse determinado sucesso.

Maracaju em Foco: Ao mesmo tempo que foi percebendo o seu talento para a comunicação, uma verdadeira herança de seu pai, foi também observando que as oportunidades de seu pai foram diminuindo, principalmente devido a saúde já debilitada em decorrência do acidente. Como foi esse momento em que você observou que ele não estaria mais tão participativo na sua vida até o falecimento.

Vanesca Barbosa: Foi bem doloroso, pois meu pai sempre foi um homem de muita garra e que batalhava muito, até conversando com a minha mãe, ela lembrava algumas situações, por exemplo, quando ele se acidentou eu tinha apenas seis meses, minhas irmãs eram todas pequenas ainda e os médicos não deram 30 dias de vida para ele, seu maior medo era de partir e deixar todas nós em uma situação complicada, minha mãe sempre dona de casa e cuidando de nós, sempre prestativa no sentido de ser mãe, fazendo seu papel de mãe, ele como pai trazia o alimento pra mesa. Meu pai estava muito debilitado por conta do acidente, mas, nunca deixou de buscar e lutar.

Minha mãe conta que teve várias situações em que ele sentia muita dor, tomava muitos medicamentos e mesmo com dor, quando aparecia os trabalhos ele pedia um remédio e ia trabalhar, minha mãe falava: “Não, mas por que você está fazendo isso, você precisa se cuidar”, e ele dizia “Não, mas esse dinheiro que entrar vai fazer bem para nós”. Ele sempre foi muito batalhador, pode ter tido seus defeitos, como todo ser humano, mas como pai, como esposo ele sempre foi para mim um grande exemplo.


Vanesca Barbosa em bate papo com a equipe do "Maracaju em Foco" - Foto: Gessica Souza

A mesma ainda relatou a ao “Maracaju em Foco” que após o falecimento de seu pai, ainda muito nova, teve que assumir mais responsabilidade, entre elas, cuidar mais de sua mãe, algo que em muitos momentos não competia com sua idade, porém, desafiando as dificuldades comuns no caminho da vida, conseguiu fazer com certeza determinação, respeito e com sucesso.

Vanesca ainda relatou que o apoio de sua família é algo fundamental, que faz com que sua caminhada seja mais leve, tendo mais confiança em si mesma, sendo enfática ao dizer que na vida tem que buscar pessoas que queiram lhe ajudar e apoiar, já que pessoas que querem magoar, ferir e derrubar, infelizmente são as mais predominantes.

Às vezes há pessoas que não te conhecem e que nem sabem de sua história e de seus sonhos, mas, infelizmente vão tentar te derrubar, fazer com que você não acredite que seu projeto possa dar certo. Você tem que procurar ter pessoas boas por perto, boas companhias te movem e te ajudam a acreditar em si próprio, quando isso não ocorre naturalmente, por isso, nossa vida é um constante aprendizado. Tenha certeza que mesmo fazendo todas as coisas iguais, todos os dias, nunca você será igual, sempre será diferente e aprenderá coisas novas.” Salientou Vanesca.

Maracaju em Foco: Com tradição familiar no setor e uma voz marcante, surgiu o convite que, talvez seja o mais importante de sua vida que foi o convite da Rádio Marabá FM, atualmente a mais ouvida da cidade, atuando no horário nobre do rádio que é as manhãs. Como foi a proposta e quando literalmente caiu a ficha que estaria à frente de um programa no horário mais importante do rádio.

Vanesca Barbosa: Vou confessar que não acreditei no primeiro momento, recebi com muita alegria, mas ao mesmo tempo com medo, porque a gente nunca está preparado, porém, temos que estar preparados, porque são muitos desafios e é um horário muito nobre, trata-se de um aprendizado constante, todos os dias que chego lá aprendo algo novo e aprendo mais, gosto de me doar e recebo mais também dos meus ouvintes, então é um feedback muito positivo e faz com que você melhore mais, busque mais, queira se aperfeiçoar, já que o rádio é um constante desenvolvimento, cada dia é uma coisa diferente, é uma música diferente que lança, é um estilo de abordagem diferente, então é um dinamismo diferente também, e é incrível, é muito maravilhoso (risos).

Maracaju em Foco: Naturalmente, estando a frente de um programa de rádio tem que estar atualizado tanto quanto as músicas recém lançadas, bem como as notícias do momento. Como se faz isso?

Vanesca Barbosa: É muito desafiador na verdade, porque você tem que atender o telefone, tem que dar atenção para os ouvintes que mandam whatsapp, você tem que buscar informação, muita coisa. Mas acredito que é o amor, sabe, o amor ele deixa as coisas muito mais sutis, você faz com muito mais prazer, quando você trabalha em algo que você ama, é como se fosse automático, é como você acordar, escovar os dentes, tomar café, é um ciclo, uma coisa que você vive naturalmente, só que você aprende muito com isso, tem que buscar muito também, tem que querer muito, se esforçar muito, não é você chegar e falar apenas, é você buscar e querer mesmo.

Maracaju em Foco: Por você ser mulher, quando observou que iria adentrar em uma área, como o rádio, até há alguns anos atrás com a presença mais masculina. Quando você chegou e falou para seu pai que queria ser locutora e trazendo para os dias atuais “sou locutora”, fazendo um paralelo, com a época de seu pai e os dias atuais, você sentiu algum preconceito?

Vanesca Barbosa: Hoje em dia, no cenário atual nem tanto, mas assim, logo que eu comecei, que eu queria, as dificuldades eram bem maiores, dava para contar nos dedos as mulheres que se classificavam para trabalhar em uma rádio, as barreiras eram bem maiores para as mulheres, ainda são em vários setores, mas principalmente no rádio, porque o que era o rádio antigamente? Era o homem interagindo com uma voz grossa, era na verdade mais voltado para o cenário masculino, e hoje em dia está mudando muito isso, as mulheres estão mostrando que elas também são capazes que o rádio não é só masculino, assim como tantas outras profissões também não são, as mulheres também têm o seu espaço, então hoje em dia já é um pouco mais tranquilo, mas antigamente era bem complicado.

Meu pai nunca quis que eu fosse locutora, ele almejava uma outra profissão porque o locutor é o amor na verdade, ele queria que eu fosse uma professora, uma advogada, qualquer outra profissão que eu tivesse um sucesso muito maior, questão financeira e tudo mais, acho que ele gostaria que eu fosse muito mais estabilizada financeiramente.

Maracaju em Foco: Atualmente podemos dizer que na visão de muitos já está no ápice de sua ainda jovem carreira no rádio, estando a frente de um programa no melhor horário, sendo a mais ouvida das manhãs maracajuenses, diante disso, indagamos se ainda há algo mais na área de comunicação que queira e sonha alcançar?

Vanesca Barbosa: Tenho muitas vontades, como fazer TV, parece que eu vivo no mundo da lua, mas não pretendo parar no rádio, quero alcançar muito mais, quero fazer um jornalismo, de repente eu quero fazer uma televisão, gostaria de aparecer na Globo (fala nesse momento acompanhado de sua tradicional, conhecida e saborosa risada). A gente é movida por sonhos, quando você consegue atingir um sonho, você tem que buscar outro, você tem que querer uma coisa um pouquinho maior, e é isso que move a gente todos os dias, é essa busca por alguma coisa constantemente, ou por uma melhora no seu trabalho, ou para um sonho um pouquinho maior, acho que isso dá aquele friozinho na barriga, aquela vontade de correr atrás, acordar cedo, fazer tudo de novo.


Na Rádio Marabá FM teve a oportunidade de assumir as manhãs e se destacar entrevistando diversas autoridades - Foto: Gessica Souza

Maracaju em Foco: Gostaríamos de falar um pouco sobre o seu contato com os ouvintes, temos informações que ao entrar no ar o whatsapp da emissora, literalmente começa a “bombar” de mensagens e notamos que você se atenta a responder cada mensagem, bem como atender os pedidos musicais.

Vanesca Barbosa: Com relação aos ouvintes, gosto desse carinho, gosto de dar atenção as pessoas, porque eu me imagino lá sozinha no estúdio e ao mesmo tempo imagino uma dona de casa também sozinha na casa dela, preparando um almoço ou com o filho que foi pra escola, o marido que foi trabalhar, ou aquela pessoa que está no escritório, então acho bacana essa proximidade, acredito que na verdade pessoas tem que se aproximarem mais, o mundo já está cheio de coisa ruim, então quanto mais amor você conseguir exalar, transmitir, acho que o mundo fica um pouquinho melhor, e sempre que consigo respondo as mensagens, ou respondo no ar mesmo, faço uma brincadeira com um, com outro, eu gosto de ter sempre as pessoas participando, fazendo parte do meu dia a dia ali.

Maracaju em Foco: Seu nome artístico no rádio é “Barbosa” e não Vanesca, ou simplesmente, Vanesca Barbosa. Qual foi o motivo dessa opção?

Vanesca Barbosa: Como sempre foi um sonho de criança e sempre admirei muito o meu pai, bem como a minha mãe, mulher maravilhosa que lutou até o último momento junto com o meu pai e passou por cima de muita coisa, muita dificuldade, por exemplo, ela me conta que eles comeram arroz com pipoca pra poder ter uma luz, por isso tenho muita admiração pelos dois e a escolha do nome “Barbosa” porque eu nunca quero deixar que o meu pai deixe de fazer parte da minha vida, porque eu acho que se eu estou nessa profissão é porque ele foi o meu espelho lá atrás, então eu quero que ele permaneça vivo ... sempre.


Elza, mãe de Vanesca, acompanhada de Antônio "Barbosa da Rádio" já na cadeira de rodas em decorrência do acidente e Vanesca ainda criança - Foto: Arquivo Pessoal

Maracaju em Foco: Deixando um pouco o rádio de lado, qual seria sua outra grande paixão e o que faz em seus momentos de lazer?

Vanesca Barbosa: Minha filha. Eu sou uma mãe muito caduca, eu sou completamente apaixonada pela Valentina. Ela tem 4 anos. Sou uma mãe muito apaixonada por ela, ela também é muito comunicativa, muito estrelinha, sabe ... (risos), gosto muito de ficar com ela nos momentos e também gosto de ficar um pouco em silêncio, ouço muita música, o tempo inteiro, acordo 6 horas da manhã já vou ler a minha passagem da bíblia e conecto a rádio, ouço várias rádios do mundo inteiro, bem como olho minhas redes sociais que gosto muito também. Mas o meu maior lazer é a minha filha, gosto muito de estar com ela, porque eu recebi muito amor da minha mãe quando pequena, nos momentos que ela podia, ela sempre me dava muito amor, então eu gosto de transmitir tudo que eu tenho, as vezes brigo, as vezes deixo de castigo, mas faz parte, acho que o meu maior lazer é ela.


Vanesca Barbosa e sua filha em registro de carinho e amor, foco no trabalho mas priorizando a família - Foto: Arquivo Pessoal

Maracaju em Foco: Fora a Rádio Marabá, qual rádio costuma ouvir e que serve também de modelo para o seu trabalho em Maracaju.

Vanesca Barbosa: Gosto muito de uma Rádio Clube de Ribeirão Preto, acompanho muito a programação de lá e daqui tem vários locutores, vários amigos que passaram, que trabalhei na época da Rádio Líder, que conheci na Rádio Marabá, na época que o meu pai trabalhava, continuo acompanhando e acho que de todos eles a gente tem que tirar um pouquinho de aprendizado, desses anos de rádio, dessa postura de locutor, dessa postura de repórter, acho que todos têm muito a agregar, consigo pegar muitas informações e melhorar muito com eles.

Maracaju em Foco: Você realizou alguns trabalhos para campanha política na última campanha eleitoral no município que acabou sendo sua primeira experiência com vídeo. Foi algo que trabalhava não apenas a voz, mas também a imagem, como vai fazer este tipo de trabalho?

Vanesca Barbosa: É uma coisa que eu sempre quis, mas assim porque sou muito crítica comigo mesma, muito detalhista, perfeccionista, acho que a gente sofre um pouquinho as vezes por conta disso, como era a minha primeira experiência com campanha, você acaba como se carregasse determinadas coisas, como foi realmente uma política bem agressiva, ficava muito mal, porque as vezes tinha que entrar em um ouvido e sair pelo outro, por conta da maturidade, você não tem aquele filtro de só coletar as coisas que realmente importa e na época sofri bastante, foi bem complicado, mas a proposta em si foi bem desafiadora.

Mas sempre tem o que melhorar, quando eu vejo os trabalhos passados tem um ou outro que eu falo assim: “não, esse aqui está bem legal, mas poderia melhorar aqui, não esse aqui eu acho que poderia fazer de novo”, porque você vai vendo detalhes, postura, jeito de falar, algum “r” que sai, então com a experiência de vida você vai notando muitos detalhes que você gostaria de melhorar.


Vanesca Barbosa levou sua voz marcante para o trabalho profissional na campanha política, trabalho de voz e imagem foi grande desafio - Foto: Divulgação

Maracaju em Foco: Entre tantos bons momentos que passou, qual foi o dia mais feliz de sua vida?

Vanesca Barbosa: Primeiro foi quando a Valentina nasceu, mas antes disso, foi quando eu tirei minha habilitação (risos), porque era uma coisa que queria muito, tinha 18 anos, e falava “Meu Deus do céu, será que eu vou conseguir, será que vai dar certo”, naquela época já era caro, então eu investi em aulas e ia lá, e tinha muita insegurança e medo de reprovar, fiz a prova, muito nervosa, lembro que na época trabalhava na Líder FM e saí no intervalo fui fazer a prova, depois voltei pra lá de novo. Quando terminei o percurso que estacionei o carro, que o instrutor falou que você fez isso, que você deixou de fazer isso, já pensei que tinha reprovado, aí quando ele falou “Mas você passou”, eu dei um grito e um abraço nele, agradeci e já liguei para as pessoas mais próximas, contando e chorando, porque quando você tem um objetivo que você quer muito uma coisa e você consegue, acho que você tem que extravasar, se você tem que chorar, você chora, se tem que gritar, você grita, você tem que curtir cada momento da vida porque passa muito rápido.

Maracaju em Foco: Um momento de dor em sua vida?

Vanesca Barbosa: Um momento de dor foi na perda do meu pai, foi um momento bem dolorido, foram meses de recuperação e na verdade você não recupera por completo, porque as vezes você para e bate aquela saudade, porque eu e meu pai, ele era um homem muito inteligente e todas as dúvidas que eu perguntava, parecia que ele era um dicionário, sabe? Perguntava uma palavra diferente ele sabia falar e quando ele não sabia ele buscava no dicionário, lia o significado e explicava para mim o que significava, então foi um momento muito difícil, muito dolorido.


Lembranças do pai o "Barbosa do Rádio", geram saudade e motivação para continuar a carreira profissional - Foto: Arquivo Pessoal 

Maracaju em Foco: O que seus ouvintes podem esperar da “Barbosa” nos próximos dias, meses e anos de carreira no rádio.

Vanesca Barbosa: Meus ouvintes são os amores da  minha vida, acho que eu estou em um constante aprendizado, todas as coisas que vivo, agora eu estou participando de uns projetos muito legais para beneficiar pessoas que realmente precisam, então eu acho que cada dia você procura ser uma pessoa melhor, você procura uma inspiração diferente, você se inspira naquilo que Deus te fala através de sinais, através de pessoas, através de situações também, então eles podem esperar uma Vanesca melhor, uma pessoa mais atenciosa, eu tenho falhas, inúmeras falhas, mas procuro corrigi-las de uma forma que não vá anunciar para todo mundo aquilo que estou fazendo, mas sei que estou fazendo, então acho que o mais legal de se fazer o bem a uma pessoa é você não anunciar, você fazer simplesmente porque está no seu coração, não querer mostrar o que você faz ou o que você deixou de fazer, acho que o mundo precisa de pessoas que ajudem sem querer nada em troca.

Vanesca Barbosa ainda revelou seus medos, reforçando o medo de perder a mãe e ainda de chegar em um determinado momento da vida sem saúde, não podendo curtir e viver a vida a qual classifica como uma das melhores coisas que o ser humano possui. Bem como, não deixou de agradecer a uma pessoa, que chegou na sua vida há mais de nove anos, acima de tudo uma grande amiga que lhe ensinou a pedir sabedoria, ter calma e conversar mais com Deus.

A palavra sabedoria vem muito da Juliane Barbosa, nos conhecemos também através de rádio, ela veio morar em Maracaju e criamos uma aproximação que existe até a atualidade, ela praticamente sabe tudo de minha vida, bem como eu sei muita coisa da vida dela, ela me ensina muita coisa, principalmente ser uma pessoa melhor, bem como inúmeras pessoas que Deus vem colocando no meu caminho.” Ressaltou Vanesca

A jovem, decidida e forte locutora das manhãs diz se inspirar em obras, observando o que Deus faz, bem como nas boas pessoas que Deus coloca no seu caminho, pessoas que as vezes nem querem ser citadas ou reconhecidas, apenas ajudam e são boas, são esses tipos de pessoas que merecem ser alvo de inspiração.

Não poderia finalizar essa entrevista sem dizer as pessoas que acreditem em seus sonhos, para que elas sejam a positividade que elas gostariam de ter no mundo, se você quer receber um carinho? Dê um carinho! Se você quer ter alguma coisa boa ou ganhar alguma coisa boa? Faça! Faça algo bom para seu próximo, muitas vezes pedimos muitos sem nos indagarmos... o que temos feito? Quando mais próximo você estiver de Deus... melhor! Não me imagino sem Deus, ele é meu grande amigo, me escuta muito e já me livrou de muitas coisas, ter em quem você acreditar é maravilhoso ” salientou Vanesca.


Com sorriso no rosto e voz cativante desde o início de carreira, Vanesca é destaque atual nas manhãs do rádio - Foto: Arquivo pessoal

Por fim, aconselhou que quando há o desejo do mal, entre as pessoas, o mal fica para a pessoa que o originou, por isso a fé e a oração é fundamental para que as pessoas abram o coração, perdoando mais e se indagando sobre o que tem se atraído para sua vida.

Procuro atrair coisas boas, positividade e a palavra tem força. Saibam que tem dias que chego na rádio e claro também tenho meus problemas, brigo, choro, enfim sou de carne e osso como qualquer pessoa, mas procuro sempre pedir a Deus que me dê sabedoria para atrair coisas positivas e transmitir felicidade, por que tenho problemas, mas há pessoas que tem problemas muito maiores que os meus, por isso temos que olhar pelo próximo e  se atentar para os detalhes da vida, já que ela passa tão rápido, fechando um pouco os olhos, ficando em silencio e imaginando as dificuldades que poderíamos estar passando. Peça sabedoria a Deus e para que ele lhe de tudo o que for necessário para a sua felicidade, não tem ninguém que conheça você melhor e mais verdadeiramente que Deus” finalizou.

- O limite para os seus sonhos é o que você tem feito para que ele possa se tornar realidade – Vanesca Barbosa.

- Quem acredita sempre alcança ... – Frase muito conhecida e sempre dita para a então menina Vanesca Barbosa por Antônio Francisco Barbosa seu pai ou simplesmente o “Barbosa do Rádio”.

Veja os bastidores e um pouquinho dessa Entrevista em Foco em vídeo.

Reportagem: Ben Hur Salomão Teixeira – DRT/MS 0001391

Fotos: Gessica Souza - DRT/MS 0001526 e Arquivo Pessoal

Maracaju em Foco

O Site de Notícias que mais cresce em Maracaju!

[imagem] => f845184d2692d1b28509239f589fde8c.jpg [url] => com-voz-marcante-e-doce-de-ouvir-heranca-preciosa-de-seu-pai-vanesca-barbosa-conta-sua-historia-de-vida-e-atualmente-se-destaca-como-a-rainha-das-manh [visualizacoes] => 3700 [created] => 01 de August de 2018 - 07:24 [destaque] => 1 [scroll] => 1 [categoria_id] => 15 ) [User] => Array ( [id] => 23 [fullname] => Ben Hur Salomão Teixeira [active] => 1 [role] => adm ) [Categoria] => Array ( [id] => 15 [nome] => Entrevista em Foco [url] => entrevista-em-foco [prioridade] => 11 ) [Noticiagaleria] => Array ( ) [Video] => Array ( ) ) 1
Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio