Última Hora - Maracaju: Polícia Militar Rodoviária apreende mais de 768 quilos de maconha e caminhonete furtada. Saiba mais

Saúde - Capacitação EAD é realizada para Presidentes de Conselhos Municipais de Saúde do Estado.

Última Hora - Maracaju: SISPMMA realizou curso preparatório para o Concurso Público da Prefeitura e beneficiou diversos maracajuenses.

Entretenimento - Inscrições para as Aulas Shows do 2º Festival Gastronômico Serra de Maracaju já estão liberadas. Saiba mais

Última Hora - Idoso envolvido em atropelamento e morte de casal na BR-267 entre Maracaju e Rio Brilhante se apresenta à polícia

Última Hora - Biosev negocia a venda de mais usinas de cana e fontes citam planejamento de venda de usina no Centro-Oeste onde esta localizada unidade de Maracaju.

Informe Publicitário - Com auxílio da internet da Celerium, Multigás cresce e visa ampliar atendimentos de vendas gás e água mineral em Maracaju.

Câmara Municipal - Iniciativa do Vereador Robert Ziemann, Oficina Acadêmica aconteceu nesse final de semana com mais de 400 alunos e professores.

Última Hora - Com investimentos de mais de 739 mil reais, Prefeito Maurílio Azambuja recebe primeiros dois caminhões que atenderão produtores rurais e limpeza urbana da cidade. Saiba mais.

Câmara Municipal - Vereador Hélio Albarello solicita reparos em estrada que dá acesso à área de lazer dos servidores públicos e cobra por limpeza e recuperação de calçadas de prédios públicos municipais. Leia e assista.

Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio
Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio

Consórcios e cooperativas de crédito crescem no país, diz BC

07 de agosto de 2018 - 07:45 | Economia

Maracaju em Foco - Notícias - Consórcios e cooperativas de crédito crescem no país, diz BC

A participação das cooperativas de crédito aumentou em todos os principais indicadores do Sistema Financeiro Nacional, informou hoje (6) o Banco Central (BC). Segundo relatório da autarquia, a carteira de crédito do segmento apresentou crescimento de 15% em 2017, superando a evolução observada em 2016, que foi de 10%.

Outro relatório do BC também mostra crescimento no setor de consórcios, que ampliou em 7,7% a carteira dos consorciados já contemplados, alcançando R$ 48,6 bilhões. A alta foi puxada pelos dois maiores subsegmentos: 6,1% no de veículos automotores, atingindo R$ 29,90 bilhões e 10,8% no de imóveis, alcançando R$18,71 bilhões.

"Esse crescimento é consistente com a Agenda BC+ de apoio à concorrência no sistema financeiro através da sua segmentação e proporcionalidade, que levam ao alívio no custo para instituições menores, através de menor complexidade regulatória", destacou o BC, em nota.

Consórcios

Em dezembro de 2017, havia 155 administradoras de consórcios, 18,1 mil grupos e 6,9 milhões de cotas de consorciados ativas. O relatório Panorama do Sistema de Consórcio contém dados do setor desde 2009. Mais da metade dos consorciados ativos (53%) se concentra em cinco estados: São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Bahia e Rio Grande do Sul. Segundo o BC, o número de cotas vendidas no ano passado aumentou 3,5% em comparação com 2016.

A inadimplência em dezembro de 2017 recuou em relação ao ano anterior. O índice de inadimplência foi de 2,99% (queda de 0,63 ponto percentual). A taxa de administração média dos grupos de consórcios formados em 2017 foi de 16,14% (-0,19 p.p.). As taxas mais altas continuam sendo de motocicletas: 19,95% (+0,17 p.p.).

No segmento de bens imóveis, após a queda observada em 2016 houve expressiva recuperação em 2017, com aumento no número de cotas vendidas, consorciados ativos e contemplações, informa o BC. Ao todo, em 2017, foram comercializadas 276,9 mil cotas (alta de 20,2%), com o número de cotas ativas alcançando 851,1 mil, tendo sido contemplados 73,1 mil créditos (alta de 4,3%).

Cooperativas de crédito

Segundo o relatório do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo, o número de cooperados cresceu 8% no ano passado, alcançando a marca de 9,6 milhões de cooperados, com destaque para o crescimento (19%) em pessoas jurídicas. Em média, o setor registrou adesão de 60 mil novos cooperados por mês. No final de 2017, havia quatro confederações, 35 centrais cooperativas, 967 cooperativas singulares e dois bancos cooperativos em atividade no país. O documento apresenta dados do setor desde 2012.

A carteira de crédito, a centralização financeira e os títulos e valores imobiliários (TVM) cresceram em torno de 15%, segundo o relatório. A inadimplência no segmento reduziu de 4% em dezembro de 2016 para 3,5% em dezembro de 2017, apresentando índice de cobertura por provisões para crédito de liquidação duvidosa de 1,72.

As captações cresceram aproximadamente 16%, compostas majoritariamente pelos depósitos dos cooperados, e o capital das cooperativas se mostrou suficiente para cumprir com folga as exigências mínimas estabelecidas pelas normas em vigor, diz o Banco Central.

Ainda de acordo com o relatório, o Índice de Basileia (IB) do segmento cooperativo de crédito manteve-se em torno de 30%, acima do índice do segmento bancário, de 18%.

As cooperativas com sede nas regiões Sul e Sudeste concentraram, respectivamente, aproximadamente 50% e 30% dos ativos totais do setor.

Fonte: Campo Grande News 

 


Array ( [Novidade] => Array ( [id] => 27859 [user_id] => 27 [titulo] => Consórcios e cooperativas de crédito crescem no país, diz BC [texto] =>

A participação das cooperativas de crédito aumentou em todos os principais indicadores do Sistema Financeiro Nacional, informou hoje (6) o Banco Central (BC). Segundo relatório da autarquia, a carteira de crédito do segmento apresentou crescimento de 15% em 2017, superando a evolução observada em 2016, que foi de 10%.

Outro relatório do BC também mostra crescimento no setor de consórcios, que ampliou em 7,7% a carteira dos consorciados já contemplados, alcançando R$ 48,6 bilhões. A alta foi puxada pelos dois maiores subsegmentos: 6,1% no de veículos automotores, atingindo R$ 29,90 bilhões e 10,8% no de imóveis, alcançando R$18,71 bilhões.

"Esse crescimento é consistente com a Agenda BC+ de apoio à concorrência no sistema financeiro através da sua segmentação e proporcionalidade, que levam ao alívio no custo para instituições menores, através de menor complexidade regulatória", destacou o BC, em nota.

Consórcios

Em dezembro de 2017, havia 155 administradoras de consórcios, 18,1 mil grupos e 6,9 milhões de cotas de consorciados ativas. O relatório Panorama do Sistema de Consórcio contém dados do setor desde 2009. Mais da metade dos consorciados ativos (53%) se concentra em cinco estados: São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Bahia e Rio Grande do Sul. Segundo o BC, o número de cotas vendidas no ano passado aumentou 3,5% em comparação com 2016.

A inadimplência em dezembro de 2017 recuou em relação ao ano anterior. O índice de inadimplência foi de 2,99% (queda de 0,63 ponto percentual). A taxa de administração média dos grupos de consórcios formados em 2017 foi de 16,14% (-0,19 p.p.). As taxas mais altas continuam sendo de motocicletas: 19,95% (+0,17 p.p.).

No segmento de bens imóveis, após a queda observada em 2016 houve expressiva recuperação em 2017, com aumento no número de cotas vendidas, consorciados ativos e contemplações, informa o BC. Ao todo, em 2017, foram comercializadas 276,9 mil cotas (alta de 20,2%), com o número de cotas ativas alcançando 851,1 mil, tendo sido contemplados 73,1 mil créditos (alta de 4,3%).

Cooperativas de crédito

Segundo o relatório do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo, o número de cooperados cresceu 8% no ano passado, alcançando a marca de 9,6 milhões de cooperados, com destaque para o crescimento (19%) em pessoas jurídicas. Em média, o setor registrou adesão de 60 mil novos cooperados por mês. No final de 2017, havia quatro confederações, 35 centrais cooperativas, 967 cooperativas singulares e dois bancos cooperativos em atividade no país. O documento apresenta dados do setor desde 2012.

A carteira de crédito, a centralização financeira e os títulos e valores imobiliários (TVM) cresceram em torno de 15%, segundo o relatório. A inadimplência no segmento reduziu de 4% em dezembro de 2016 para 3,5% em dezembro de 2017, apresentando índice de cobertura por provisões para crédito de liquidação duvidosa de 1,72.

As captações cresceram aproximadamente 16%, compostas majoritariamente pelos depósitos dos cooperados, e o capital das cooperativas se mostrou suficiente para cumprir com folga as exigências mínimas estabelecidas pelas normas em vigor, diz o Banco Central.

Ainda de acordo com o relatório, o Índice de Basileia (IB) do segmento cooperativo de crédito manteve-se em torno de 30%, acima do índice do segmento bancário, de 18%.

As cooperativas com sede nas regiões Sul e Sudeste concentraram, respectivamente, aproximadamente 50% e 30% dos ativos totais do setor.

Fonte: Campo Grande News 

 

[imagem] => cc8f4af3c648e2ac185fc53b9509bc1c.jpg [url] => consorcios-e-cooperativas-de-credito-crescem-no-pais-diz-bc [visualizacoes] => 100 [created] => 07 de agosto de 2018 - 07:45 [destaque] => [scroll] => [categoria_id] => 25 ) [User] => Array ( [id] => 27 [fullname] => Caroline Gabriel [email] => [active] => 1 [role] => adm ) [Categoria] => Array ( [id] => 25 [nome] => Economia [url] => economia [prioridade] => 4 ) [Noticiagaleria] => Array ( ) [Video] => Array ( ) ) 1
Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio