Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio
Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio

Engenheira Agrônoma Carina Marcondes Queiroz: Mulheres no Agronegócio: Por que este movimento está crescendo?

03 de February de 2020 - 22:01 | Colunista em Foco

Maracaju em Foco - Notícias - Engenheira Agrônoma Carina Marcondes Queiroz: Mulheres no Agronegócio: Por que este movimento está crescendo?

Tenho ouvido muito essa pergunta, e isso me veio de encontro ao tema escolhido para a coluna de hoje.

Como Engenheira Agrônoma, eu sempre respondia que: - O agronegócio é meu meio de trabalho, que eu escolhi ele por amor.

Quando dizia isso sempre via olhares de deboche e de descaso, mas também via aqueles olhares curiosos, de: - Mas como que você consegue, por que é um meio masculino?

E de novo a resposta era a mesma. Muitos anos depois, tendo quase nove anos de profissão eu ainda digo isso, e me surpreendi esses últimos dois anos, por que as respostas mudaram!

Hoje eu recebo resposta do tipo: - Nossa que legal! Minha filha (irmã, amiga... ou outra pessoa próxima) também atua na área! E ela gosta muito, em que área do Agro você trabalha?

É absurdamente bom escutar coisas assim, e conto isso aqui por que o nosso tema de hoje me fez pensar muito, e relembrar cada situação, as boas e as não tão boas, mas que me fizeram chegar hoje e ter orgulho em dizer que sou mulher e trabalho no agronegócio, e isso se deve ao fato de muitas e muitas mulheres que vem lutando dia após dia para que pudéssemos conquistar esse lugar.

Hoje tenho o prazer de ser convidada para eventos que são 100% organizados e palestrados por mulheres. E isso em todas as áreas, no nosso portal de Mulheres do Agronegócio do Mato Grosso do Sul, recebo mensagens de Agrônomas, veterinárias, dentistas, advogadas, zootecnistas, esteticistas e várias outras profissões, que dizem se identificar com o tema.

Um exemplo incrível que temos aqui mesmo em Maracaju, é o Núcleo de Mulheres do Agronegócio do Sindicato Rural, lá você encontra mulheres que lutam por esses direitos de representatividade a mais de 15 anos, e esse ano de 2020 começou da melhor forma para elas, tendo um publico com mais de 200 mulheres dentro do Showtec 2020, que ocorreu na Fundação MS no dia 22 de janeiro.

E o que também pude perceber é que a presença de mulheres em feiras está crescendo muito! Pude ver este ano uma enorme quantidade de visitantes mulheres, que foram a feira sozinhas ou com a família ou com seus núcleos de mulheres, e isso me alegra e me faz perceber que finalmente estamos entendendo que o agronegócio é o lugar de todos, e que juntos podemos sempre sermos melhores, aprendi e também sempre digo que nosso movimento de mulheres não serve para nos separar dos homens ou falarmos que somos melhores ou piores, serve para que nos possamos enxergar nosso valor, e nossa responsabilidade em fazermos juntos um mundo melhor para todos.

Então posso responder hoje que esse movimento está crescendo por que a força de vontade, união e SORORIDADE dessas mulheres também cresce dia a dia, e tenho muito orgulho de escrever isso para vocês hoje, pois quem tem fé não tem medo! E enquanto eu tiver fé sempre responderei, sou mulher e sou do agro por amor!

Carina Marcondes Queiroz.
Eng.ª Agrônoma.
CREA 16566 D/MS

VÍDEOS EM FOCO: Assista nossas principais reportagens em vídeo, mesmo não estando no Facebook, clique aqui.

Maracaju em Foco

Se é sucesso, aparece aqui!

Curta nossa página: https://www.facebook.com/mjuemfoco/

Siga-nos no Instagram: https://instagram.com/maracajuemfoco


Array ( [Novidade] => Array ( [id] => 37286 [user_id] => 23 [titulo] => Engenheira Agrônoma Carina Marcondes Queiroz: Mulheres no Agronegócio: Por que este movimento está crescendo? [texto] =>

Tenho ouvido muito essa pergunta, e isso me veio de encontro ao tema escolhido para a coluna de hoje.

Como Engenheira Agrônoma, eu sempre respondia que: - O agronegócio é meu meio de trabalho, que eu escolhi ele por amor.

Quando dizia isso sempre via olhares de deboche e de descaso, mas também via aqueles olhares curiosos, de: - Mas como que você consegue, por que é um meio masculino?

E de novo a resposta era a mesma. Muitos anos depois, tendo quase nove anos de profissão eu ainda digo isso, e me surpreendi esses últimos dois anos, por que as respostas mudaram!

Hoje eu recebo resposta do tipo: - Nossa que legal! Minha filha (irmã, amiga... ou outra pessoa próxima) também atua na área! E ela gosta muito, em que área do Agro você trabalha?

É absurdamente bom escutar coisas assim, e conto isso aqui por que o nosso tema de hoje me fez pensar muito, e relembrar cada situação, as boas e as não tão boas, mas que me fizeram chegar hoje e ter orgulho em dizer que sou mulher e trabalho no agronegócio, e isso se deve ao fato de muitas e muitas mulheres que vem lutando dia após dia para que pudéssemos conquistar esse lugar.

Hoje tenho o prazer de ser convidada para eventos que são 100% organizados e palestrados por mulheres. E isso em todas as áreas, no nosso portal de Mulheres do Agronegócio do Mato Grosso do Sul, recebo mensagens de Agrônomas, veterinárias, dentistas, advogadas, zootecnistas, esteticistas e várias outras profissões, que dizem se identificar com o tema.

Um exemplo incrível que temos aqui mesmo em Maracaju, é o Núcleo de Mulheres do Agronegócio do Sindicato Rural, lá você encontra mulheres que lutam por esses direitos de representatividade a mais de 15 anos, e esse ano de 2020 começou da melhor forma para elas, tendo um publico com mais de 200 mulheres dentro do Showtec 2020, que ocorreu na Fundação MS no dia 22 de janeiro.

E o que também pude perceber é que a presença de mulheres em feiras está crescendo muito! Pude ver este ano uma enorme quantidade de visitantes mulheres, que foram a feira sozinhas ou com a família ou com seus núcleos de mulheres, e isso me alegra e me faz perceber que finalmente estamos entendendo que o agronegócio é o lugar de todos, e que juntos podemos sempre sermos melhores, aprendi e também sempre digo que nosso movimento de mulheres não serve para nos separar dos homens ou falarmos que somos melhores ou piores, serve para que nos possamos enxergar nosso valor, e nossa responsabilidade em fazermos juntos um mundo melhor para todos.

Então posso responder hoje que esse movimento está crescendo por que a força de vontade, união e SORORIDADE dessas mulheres também cresce dia a dia, e tenho muito orgulho de escrever isso para vocês hoje, pois quem tem fé não tem medo! E enquanto eu tiver fé sempre responderei, sou mulher e sou do agro por amor!

Carina Marcondes Queiroz.
Eng.ª Agrônoma.
CREA 16566 D/MS

VÍDEOS EM FOCO: Assista nossas principais reportagens em vídeo, mesmo não estando no Facebook, clique aqui.

Maracaju em Foco

Se é sucesso, aparece aqui!

Curta nossa página: https://www.facebook.com/mjuemfoco/

Siga-nos no Instagram: https://instagram.com/maracajuemfoco

[imagem] => bd06d27678576f8a5d75aedcd2d8c7bc.png [url] => engenheira-agronoma-carina-marcondes-queiroz-mulheres-no-agronegocio-por-que-este-movimento-esta-crescendo [visualizacoes] => 0 [created] => 03 de February de 2020 - 22:01 [destaque] => [scroll] => 1 [categoria_id] => 9 ) [User] => Array ( [id] => 23 [fullname] => Ben Hur Salomão Teixeira [active] => 1 [role] => adm ) [Categoria] => Array ( [id] => 9 [nome] => Colunista em Foco [url] => colunista-em-foco [prioridade] => 1 ) [Noticiagaleria] => Array ( ) [Video] => Array ( ) ) 1
Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio