Ministério da Saúde descarta mais um caso de febre amarela em MS

07 de fevereiro de 2018 - 10:44 | Saúde

Maracaju em Foco - Notícias - Ministério da Saúde descarta mais um caso de febre amarela em MS

O Ministério da Saúde descartou mais um caso de febre amarela em Mato Grosso do Sul. A informação foi divulgada, nesta quarta-feira (07), por meio da atualização do boletim com o número de casos em todo o Brasil.

Até a semana passada, o caso suspeito mais recente de febre amarela no Estado foi registrado em Deodápolis, a 252 km da Capital. O dado foi divulgado no dia 30 de janeiro.

Com a atualização, MS segue com cinco casos notificados da doença, tendo aumentado de três, para quatro o número de descartes. Um outro caso segue sendo investigado pelo ministério.

O Ministério da Saúde reforça que a febre amarela é transmitida por meio de vetor (mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabethes no ambiente silvestre). O último caso de febre amarela urbana foi registrado no Brasil em 1942, e todos os casos confirmados desde então decorrem do ciclo silvestre de transmissão.

Em todo o país, 353 casos e 98 óbitos foram confirmados no período de 1º julho de 2017 a 6 de fevereiro deste ano. No mesmo período do ano passado, foram confirmados 509 casos e 159 óbitos. Ao todo, foram notificados 1.286 casos suspeitos, sendo que 510 foram descartados e 423 permanecem em investigação.

Fonte: Campo Grande News 

 


Array ( [Novidade] => Array ( [id] => 23633 [user_id] => 27 [titulo] => Ministério da Saúde descarta mais um caso de febre amarela em MS [texto] =>

O Ministério da Saúde descartou mais um caso de febre amarela em Mato Grosso do Sul. A informação foi divulgada, nesta quarta-feira (07), por meio da atualização do boletim com o número de casos em todo o Brasil.

Até a semana passada, o caso suspeito mais recente de febre amarela no Estado foi registrado em Deodápolis, a 252 km da Capital. O dado foi divulgado no dia 30 de janeiro.

Com a atualização, MS segue com cinco casos notificados da doença, tendo aumentado de três, para quatro o número de descartes. Um outro caso segue sendo investigado pelo ministério.

O Ministério da Saúde reforça que a febre amarela é transmitida por meio de vetor (mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabethes no ambiente silvestre). O último caso de febre amarela urbana foi registrado no Brasil em 1942, e todos os casos confirmados desde então decorrem do ciclo silvestre de transmissão.

Em todo o país, 353 casos e 98 óbitos foram confirmados no período de 1º julho de 2017 a 6 de fevereiro deste ano. No mesmo período do ano passado, foram confirmados 509 casos e 159 óbitos. Ao todo, foram notificados 1.286 casos suspeitos, sendo que 510 foram descartados e 423 permanecem em investigação.

Fonte: Campo Grande News 

 

[imagem] => 50c20782b8c7dc202fb7e813e581eb23.jpg [url] => ministerio-da-saude-descarta-mais-um-caso-de-febre-amarela-em-ms [visualizacoes] => 0 [created] => 07 de fevereiro de 2018 - 10:44 [destaque] => [scroll] => [categoria_id] => 27 ) [User] => Array ( [id] => 27 [fullname] => Caroline Gabriel [email] => [active] => 1 [role] => adm ) [Categoria] => Array ( [id] => 27 [nome] => Saúde [url] => saude [prioridade] => 4 ) [Noticiagaleria] => Array ( ) [Video] => Array ( ) ) 1
Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio