Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio
Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio

Nem frio nem corona faz sul-mato-grossense ficar em casa, e isolamento atinge apenas 50% no fim de semana

25 de May de 2020 - 13:01 | Cidades

Maracaju em Foco - Notícias - Nem frio nem corona faz sul-mato-grossense ficar em casa, e isolamento atinge apenas 50% no fim de semana

Mesmo tendo ultrapasso os mil casos, MS segue com menos da metade da população em quarentena

Campo Grande (MS) – Nem os mais de mil casos confirmados de Covid-19 no Estado e nem as baixas temperaturas fizeram o sul-mato-grossense permanecer em casa durante o fim de semana. No sábado (23.5) o Inmet registrou mínima de 7,8°C e a In Loco taxa de isolamento social de 42,5%. Ontem a menor temperatura foi de 5,4°C e o distanciamento atingiu 50%.

Embora os índices tenham melhorado um pouco com relação aos dias de semana que mantiveram média diária de 37%, continuam distantes do patamar considerado ideal por autoridades mundiais de saúde para enfraquecer o vírus que é de 60% a 70%. Para se ter uma ideia, a média nacional dos últimos dias também indica que medidas restritivas de distanciamento não tem atingido nem metade da população, e como resultado o Brasil já é o segundo país com mais casos do novo coronavírus no mundo.

Mato Grosso do Sul bateu o recorde de confirmados nesta segunda-feira (25.5), com 99 novos positivos nas últimas 24 horas atingindo a marca de 1.023 infectados. O cenário de avanço acelerado da doença, acende o alerta para os reflexos da falta de isolamento. Para o secretário de saúde, Geraldo Resende, o crescimento exponencial é o retrato da desobediência de não acatar as orientações das autoridades de saúde pública.

“Nos ajudem, no tocante as medidas de isolamento social que tem um papel fundamental para que não haja contaminação e novos casos. A medida que fico na minha casa estou evitando de propagar ou pegar o vírus. Uma grande parcela da população pode ter a doença sem ter qualquer sintoma, mas são transmissores. Por isso o ficar em casa e fundamental para que a gente tenha a contenção da doença”, exemplificou.  

Comparado a outros estados brasileiros, MS vem mantendo uma situação “confortável” sendo o menor em número de casos e mortes por Covid-19, mas o descumprimento das medidas de distanciamento por parte da população pode modificar esse cenário nos próximos dias. “Há um crescimento muito grande nas últimas semanas. Cada semana o número de casos tem dobrado em relação à semana anterior. E a gente mais uma vez faz o apelo rotineiro. Da contribuição de cada um de vocês, de fazer isolamento, seguir as medidas de higiene e acima de tudo uso de máscaras”.  

Nos municípios do Estado o mapeamento identificou neste domingo as taxas de isolamento variaram entre 31,8% (Japorã) e 64,1% (Douradina). Na Capital a taxa de recolhimento foi de 49,6% para o dia, e as regiões mais movimentadas e com menor adesão ao distanciamento social foram: Vila Nasser (27,3%), Universitário (29,3%), Portal da Lagoa (30,2%), Moreninha (37,6%) e Jardim Noroeste (38,4%). Confira aqui o ranking dos municípios sul-mato-grossenses.

Mireli Obando, Subsecretaria de Comunicação

Foto: Arquivo 

FARMÁCIA DE PLANTÃO: Confira aqui no "Maracaju em Foco" o calendário das Farmácias de Plantão, vá direto ao link a selecione o mês desejado, clique aqui.

VÍDEOS EM FOCO: Assista nossas principais reportagens em vídeo, mesmo não estando no Facebook, clique aqui.

Maracaju em Foco

Curta nossa página: https://www.facebook.com/mjuemfoco/

Siga-nos no Instagram: https://instagram.com/maracajuemfoco


Array ( [Novidade] => Array ( [id] => 39541 [user_id] => 23 [titulo] => Nem frio nem corona faz sul-mato-grossense ficar em casa, e isolamento atinge apenas 50% no fim de semana [texto] =>

Mesmo tendo ultrapasso os mil casos, MS segue com menos da metade da população em quarentena

Campo Grande (MS) – Nem os mais de mil casos confirmados de Covid-19 no Estado e nem as baixas temperaturas fizeram o sul-mato-grossense permanecer em casa durante o fim de semana. No sábado (23.5) o Inmet registrou mínima de 7,8°C e a In Loco taxa de isolamento social de 42,5%. Ontem a menor temperatura foi de 5,4°C e o distanciamento atingiu 50%.

Embora os índices tenham melhorado um pouco com relação aos dias de semana que mantiveram média diária de 37%, continuam distantes do patamar considerado ideal por autoridades mundiais de saúde para enfraquecer o vírus que é de 60% a 70%. Para se ter uma ideia, a média nacional dos últimos dias também indica que medidas restritivas de distanciamento não tem atingido nem metade da população, e como resultado o Brasil já é o segundo país com mais casos do novo coronavírus no mundo.

Mato Grosso do Sul bateu o recorde de confirmados nesta segunda-feira (25.5), com 99 novos positivos nas últimas 24 horas atingindo a marca de 1.023 infectados. O cenário de avanço acelerado da doença, acende o alerta para os reflexos da falta de isolamento. Para o secretário de saúde, Geraldo Resende, o crescimento exponencial é o retrato da desobediência de não acatar as orientações das autoridades de saúde pública.

“Nos ajudem, no tocante as medidas de isolamento social que tem um papel fundamental para que não haja contaminação e novos casos. A medida que fico na minha casa estou evitando de propagar ou pegar o vírus. Uma grande parcela da população pode ter a doença sem ter qualquer sintoma, mas são transmissores. Por isso o ficar em casa e fundamental para que a gente tenha a contenção da doença”, exemplificou.  

Comparado a outros estados brasileiros, MS vem mantendo uma situação “confortável” sendo o menor em número de casos e mortes por Covid-19, mas o descumprimento das medidas de distanciamento por parte da população pode modificar esse cenário nos próximos dias. “Há um crescimento muito grande nas últimas semanas. Cada semana o número de casos tem dobrado em relação à semana anterior. E a gente mais uma vez faz o apelo rotineiro. Da contribuição de cada um de vocês, de fazer isolamento, seguir as medidas de higiene e acima de tudo uso de máscaras”.  

Nos municípios do Estado o mapeamento identificou neste domingo as taxas de isolamento variaram entre 31,8% (Japorã) e 64,1% (Douradina). Na Capital a taxa de recolhimento foi de 49,6% para o dia, e as regiões mais movimentadas e com menor adesão ao distanciamento social foram: Vila Nasser (27,3%), Universitário (29,3%), Portal da Lagoa (30,2%), Moreninha (37,6%) e Jardim Noroeste (38,4%). Confira aqui o ranking dos municípios sul-mato-grossenses.

Mireli Obando, Subsecretaria de Comunicação

Foto: Arquivo 

FARMÁCIA DE PLANTÃO: Confira aqui no "Maracaju em Foco" o calendário das Farmácias de Plantão, vá direto ao link a selecione o mês desejado, clique aqui.

VÍDEOS EM FOCO: Assista nossas principais reportagens em vídeo, mesmo não estando no Facebook, clique aqui.

Maracaju em Foco

Curta nossa página: https://www.facebook.com/mjuemfoco/

Siga-nos no Instagram: https://instagram.com/maracajuemfoco

[imagem] => 15ddb9695005dafeaff354a80affe106.jpg [url] => nem-frio-nem-corona-faz-sul-mato-grossense-ficar-em-casa-e-isolamento-atinge-apenas-50-no-fim-de-semana [visualizacoes] => 100 [created] => 25 de May de 2020 - 13:01 [destaque] => [scroll] => [categoria_id] => 22 ) [User] => Array ( [id] => 23 [fullname] => Ben Hur Salomão Teixeira [active] => 1 [role] => adm ) [Categoria] => Array ( [id] => 22 [nome] => Cidades [url] => cidades [prioridade] => 2 ) [Noticiagaleria] => Array ( ) [Video] => Array ( ) ) 1
Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio