Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio
Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio

Dólar fecha a R$ 4,21 e Ibovespa registra 2º maior fechamento da história

03 de December de 2019 - 08:46 | Economia

Maracaju em Foco - Notícias - Dólar fecha a R$ 4,21 e Ibovespa registra 2º maior fechamento da história

O dólar comercial fechou a segunda-feira (2) em queda de 0,63%, cotado a R$ 4,213 na venda. O Ibovespa teve alta de 0,64%, a 108.927 pontos com volume financeiro negociado de R$ 16,793 bilhões.

A B3 retoma os 109 mil pontos pela primeira vez desde o 7 de novembro, quando o índice chegou ao seu maior valor da história, batendo 109.581 pontos.

Os indicadores ofuscaram o pessimismo com a guerra comercial. De acordo com as agências de notícias, os chineses irão assinar o acordo se os Estados Unidos reverterem as tarifas em vigor atualmente, mas os americanos pretendem desistir do aumento de 10% para 15% nas taxas sobre US$ 156 bilhões em produtos asiáticos que estava prevista para 15 de dezembro.

Enquanto isso, segundo o Infomoney, Brasil e Argentina se tornaram vítimas do protecionismo de Donald Trump. O presidente americano anunciou que retomará tarifas sobre aço e alumínio por conta da desvalorização do real e do peso.

Pela quarta semana seguida, as instituições financeiras consultadas pelo Banco Central aumentaram a estimativa para a inflação este ano. A projeção para o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) subiu de 3,46% para 3,52%.

Fonte: Campo Grande News 

 


Array ( [Novidade] => Array ( [id] => 36362 [user_id] => 27 [titulo] => Dólar fecha a R$ 4,21 e Ibovespa registra 2º maior fechamento da história [texto] =>

O dólar comercial fechou a segunda-feira (2) em queda de 0,63%, cotado a R$ 4,213 na venda. O Ibovespa teve alta de 0,64%, a 108.927 pontos com volume financeiro negociado de R$ 16,793 bilhões.

A B3 retoma os 109 mil pontos pela primeira vez desde o 7 de novembro, quando o índice chegou ao seu maior valor da história, batendo 109.581 pontos.

Os indicadores ofuscaram o pessimismo com a guerra comercial. De acordo com as agências de notícias, os chineses irão assinar o acordo se os Estados Unidos reverterem as tarifas em vigor atualmente, mas os americanos pretendem desistir do aumento de 10% para 15% nas taxas sobre US$ 156 bilhões em produtos asiáticos que estava prevista para 15 de dezembro.

Enquanto isso, segundo o Infomoney, Brasil e Argentina se tornaram vítimas do protecionismo de Donald Trump. O presidente americano anunciou que retomará tarifas sobre aço e alumínio por conta da desvalorização do real e do peso.

Pela quarta semana seguida, as instituições financeiras consultadas pelo Banco Central aumentaram a estimativa para a inflação este ano. A projeção para o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) subiu de 3,46% para 3,52%.

Fonte: Campo Grande News 

 

[imagem] => 98f0de7a5bce6886bc74786586d63ea7.jpg [url] => dolar-fecha-a-r-4-21-e-ibovespa-registra-2o-maior-fechamento-da-historia [visualizacoes] => 0 [created] => 03 de December de 2019 - 08:46 [destaque] => [scroll] => [categoria_id] => 25 ) [User] => Array ( [id] => 27 [fullname] => Caroline Gabriel [email] => [active] => 1 [role] => adm ) [Categoria] => Array ( [id] => 25 [nome] => Economia [url] => economia [prioridade] => 4 ) [Noticiagaleria] => Array ( ) [Video] => Array ( ) ) 1
Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio