Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio
Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio

Estrangeiros visitam Fundação MS em Maracaju e se impressionam com tecnologia no campo. Saiba mais

01 de agosto de 2018 - 17:42 | Rural em Foco

Maracaju em Foco - Notícias - Estrangeiros visitam Fundação MS em Maracaju e se impressionam com tecnologia no campo. Saiba mais

O nível tecnológico empregado nas lavouras e as altas produtividades por unidade de área em Mato Grosso do Sul impressionaram um grupo alunos estrangeiros que visitou a sede da Fundação MS, em Maracaju, nesta semana. Vindos de 20 países, os estudantes fazem parte da Escola de Inverno do Mestrado Internacional em Desenvolvimento Territorial Sustentável Erasmus Mundus. A ação foi realizada pelo Sebrae/MS e UCDB - Universidade Católica Dom Bosco.

De acordo com o diretor executivo da Fundação MS, Alex Melotto, as iniciativas para sustentabilidade do setor, especialmente visando a racionalização dos produtos químicos e promovendo a integração lavoura-pecuária e o controle biológico, chamaram atenção dos alunos e desmistificaram o setor agropecuário sul-mato-grossense.

Desta forma, os alunos conheceram os trabalhos realizados no Laboratório de Entomologia, que conta com apoio do Sicredi e que desenvolve pesquisas de controle biológico de pragas, especialmente os complexos de lagartas e percevejos da soja e milho. Além disso, visitaram a Fazenda Sapé, onde são aplicadas técnicas de sistema de plantio direto, integração lavoura-pecuária, e produção de leite em free stall com ventilação cruzada e ordenha robotizada com livre demanda.

“As atividades possibilitaram aos estudantes analisar e entender como nosso Estado está desenvolvido na agricultura e pecuária, e o quão sustentáveis são as técnicas utilizadas no dia a dia, unindo rentabilidade para o produtor e respeito ao meio ambiente”, aponta Melotto.

Os participantes puderam, ainda, conhecer as inovações e o trabalho de pesquisa aplicada realizado pela Fundação MS. “Foi apresentado o potencial agrícola e os sistemas de produção adotados em Mato Grosso do Sul. Acreditamos, enquanto entidade de pesquisa, que experiências como essas são riquíssimas e contribuem para o desenvolvimento da cadeia produtiva. Por meio desse projeto, os acadêmicos passaram a conhecer de que maneira os resultados das pesquisas são aplicados no campo”, comemora o presidente da Fundação MS, Luciano Mendes.

O Mestrado em Desenvolvimento Territorial Sustentável Erasmus Mundus foi criado em 2011 pela União Europeia e está na sua sétima turma. Há um ano, o programa conta com parceria do Sebrae, que ficou responsável por preparar toda a estrutura logística do evento, definindo roteiros com as instituições e empresas visitadas e focando as ações na agricultura e turismo de Mato Grosso do Sul. O Brasil foi o primeiro país escolhido para sediar a Escola de Inverno e apresentar suas atividades de sustentabilidade.

Nesta edição, os alunos vivenciaram cinco iniciativas sustentáveis sul-mato-grossenses, sendo elas práticas agroecológicas terenas, extrativismo sustentável em assentamentos, agricultura orgânica empresarial, o exemplo do Turismo em Bonito e a agricultura tecnificada em Maracaju.

Conforme a coordenadora do mestrado no Brasil, a professora Dra. Cleonice Alexandre Le Bourlegat, muitas vezes é construída uma imagem forte do agronegócio e as visitas foram importantes para mostrar aos alunos de quatro continentes que existe um grande esforço do setor agropecuário em relação às questões ambientais. “É uma forma dos fazerem uma imersão da realidade brasileira andando por Mato Grosso do Sul. Eles ficaram muito impressionados e isso ajuda a mostrar o potencial do Estado para o mundo”, aponta.

A professora também menciona que o intercâmbio possibilita o contato com histórias e culturas diferentes, onde podem conhecer as iniciativas dentro do contexto brasileiro, e com isso, extrair princípios básicos, compartilhar ensinamentos e até mesmo levar contribuições com base na vivência de cada um.

A visita contou com participação de alunos do Brasil, Coréia do Sul, Tunísia, México, Egito, França, Bélgica, Albânia, Peru, Ucrânia, Espanha, China, Costa Rica, Tailândia, Gana, Polônia, Colômbia, Etiópia, Marrocos, Camarões e Itália. Os estudantes participaram de visitas guiadas em cidades como Maracaju, Miranda, Bonito e Nioaque.

Fonte: Diário Digital


Array ( [Novidade] => Array ( [id] => 27744 [user_id] => 23 [titulo] => Estrangeiros visitam Fundação MS em Maracaju e se impressionam com tecnologia no campo. Saiba mais [texto] =>

O nível tecnológico empregado nas lavouras e as altas produtividades por unidade de área em Mato Grosso do Sul impressionaram um grupo alunos estrangeiros que visitou a sede da Fundação MS, em Maracaju, nesta semana. Vindos de 20 países, os estudantes fazem parte da Escola de Inverno do Mestrado Internacional em Desenvolvimento Territorial Sustentável Erasmus Mundus. A ação foi realizada pelo Sebrae/MS e UCDB - Universidade Católica Dom Bosco.

De acordo com o diretor executivo da Fundação MS, Alex Melotto, as iniciativas para sustentabilidade do setor, especialmente visando a racionalização dos produtos químicos e promovendo a integração lavoura-pecuária e o controle biológico, chamaram atenção dos alunos e desmistificaram o setor agropecuário sul-mato-grossense.

Desta forma, os alunos conheceram os trabalhos realizados no Laboratório de Entomologia, que conta com apoio do Sicredi e que desenvolve pesquisas de controle biológico de pragas, especialmente os complexos de lagartas e percevejos da soja e milho. Além disso, visitaram a Fazenda Sapé, onde são aplicadas técnicas de sistema de plantio direto, integração lavoura-pecuária, e produção de leite em free stall com ventilação cruzada e ordenha robotizada com livre demanda.

“As atividades possibilitaram aos estudantes analisar e entender como nosso Estado está desenvolvido na agricultura e pecuária, e o quão sustentáveis são as técnicas utilizadas no dia a dia, unindo rentabilidade para o produtor e respeito ao meio ambiente”, aponta Melotto.

Os participantes puderam, ainda, conhecer as inovações e o trabalho de pesquisa aplicada realizado pela Fundação MS. “Foi apresentado o potencial agrícola e os sistemas de produção adotados em Mato Grosso do Sul. Acreditamos, enquanto entidade de pesquisa, que experiências como essas são riquíssimas e contribuem para o desenvolvimento da cadeia produtiva. Por meio desse projeto, os acadêmicos passaram a conhecer de que maneira os resultados das pesquisas são aplicados no campo”, comemora o presidente da Fundação MS, Luciano Mendes.

O Mestrado em Desenvolvimento Territorial Sustentável Erasmus Mundus foi criado em 2011 pela União Europeia e está na sua sétima turma. Há um ano, o programa conta com parceria do Sebrae, que ficou responsável por preparar toda a estrutura logística do evento, definindo roteiros com as instituições e empresas visitadas e focando as ações na agricultura e turismo de Mato Grosso do Sul. O Brasil foi o primeiro país escolhido para sediar a Escola de Inverno e apresentar suas atividades de sustentabilidade.

Nesta edição, os alunos vivenciaram cinco iniciativas sustentáveis sul-mato-grossenses, sendo elas práticas agroecológicas terenas, extrativismo sustentável em assentamentos, agricultura orgânica empresarial, o exemplo do Turismo em Bonito e a agricultura tecnificada em Maracaju.

Conforme a coordenadora do mestrado no Brasil, a professora Dra. Cleonice Alexandre Le Bourlegat, muitas vezes é construída uma imagem forte do agronegócio e as visitas foram importantes para mostrar aos alunos de quatro continentes que existe um grande esforço do setor agropecuário em relação às questões ambientais. “É uma forma dos fazerem uma imersão da realidade brasileira andando por Mato Grosso do Sul. Eles ficaram muito impressionados e isso ajuda a mostrar o potencial do Estado para o mundo”, aponta.

A professora também menciona que o intercâmbio possibilita o contato com histórias e culturas diferentes, onde podem conhecer as iniciativas dentro do contexto brasileiro, e com isso, extrair princípios básicos, compartilhar ensinamentos e até mesmo levar contribuições com base na vivência de cada um.

A visita contou com participação de alunos do Brasil, Coréia do Sul, Tunísia, México, Egito, França, Bélgica, Albânia, Peru, Ucrânia, Espanha, China, Costa Rica, Tailândia, Gana, Polônia, Colômbia, Etiópia, Marrocos, Camarões e Itália. Os estudantes participaram de visitas guiadas em cidades como Maracaju, Miranda, Bonito e Nioaque.

Fonte: Diário Digital

[imagem] => 12eadbb5e0e97b8b798ec488e0f6cf8d.jpg [url] => estrangeiros-visitam-fundacao-ms-em-maracaju-e-se-impressionam-com-tecnologia-no-campo-saiba-mais [visualizacoes] => 100 [created] => 01 de agosto de 2018 - 17:42 [destaque] => [scroll] => 1 [categoria_id] => 24 ) [User] => Array ( [id] => 23 [fullname] => Ben Hur Salomão Teixeira [active] => 1 [role] => adm ) [Categoria] => Array ( [id] => 24 [nome] => Rural em Foco [url] => rural-em-foco [prioridade] => 5 ) [Noticiagaleria] => Array ( ) [Video] => Array ( ) ) 1
Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio